Jorge Lessa

O General Jorge Lessa, antigo representante em Lisboa do S.C. de Braga e sócio do Aero Clube de Braga, ingressou na Força Aérea em 1973 como Piloto. Esteve colocado na Base Aérea N.º 7 (S. Jacinto), na Base Aérea N.º 1 (Sintra) e na Base Aérea N.º 3 (Tancos) antes de ingressar na Academia da Força Aérea, onde frequentou o Curso de Piloto-Aviador (Lic. em Ciências Militares - Pilotagem Aeronáutica. Foi promovido a Capitão em 1984, a Major em 1989, a Tenente-Coronel em 1995, a Coronel em 2000 e a Major-General em 2007. Desempenhou, também, as funções de Comandante de Bordo de C212 Aviocar e de C130 Hércules; Comandante da Base Aérea N.º 1 (Sintra), 2004 e 2006, onde deixou a sua marca indelével na criação do Museu da Força Aérea e Director de Pessoal da Força Aérea, desde 2008. Cumpriu, ainda, funções no Estado-Maior-General das Forças Armadas e no NATO Reaction Forces Air Staff, em Kalkar. Obteve diversas condecorações militares nacionais, entre as quais a Medalha de Prata de Serviços Distintos, as Medalhas de Mérito Militar de 1.ª e de 2.ª Classes e a Medalha de Mérito Aeronáutico de 1.ª Classe. Foi louvado publicamente por 10 vezes, tendo os seus últimos 3 louvores sido concedidos por Oficiais Generais. Além de participar nas missões de Portugal no Afeganistão, comandou o primeiro C-130 a transportar militares portugueses enviados para a Bósnia. Segundo o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, Jorge Lessa ?era um homem muito bem-disposto, pragmático (?) um militar demasiado civil que lhe permitiu dar-se bem com todos?.

Galardões "A Nossa Terra"

nas redes sociais

Galardões Multimédia



- José Capa Pereira e R.I. Pneus, S.A. (Galardão Empresa Sector Industrial) - Edição I, 1997