Confraria do Bom Jesus do Monte

Corria o ano de 1629, quando um punhado de devotos bracarenses pensaram na fundação de uma confraria, sob a invocação do Bom Jesus do Monte, para reacenderem a extinta devoção à Santa Cruz. É a partir desta data que a encosta ocidental do Monte de Espinho se transforma no Monte Calvário, e se instituiu uma Confraria. Com quase 400 anos de vida, florescente em diferentes épocas históricas, noutras algo passiva, foi a participação ativa de clérigos e fiéis na vida e missão da Igreja que mobilizaram recursos, para aumento e benefício do seu património. Entre as múltiplas manifestações de devoção ao Bom Jesus do Monte, a criação da sua Confraria, é por certo, uma das mais importantes e significativa, tanto pela sua longa duração de 4 seculos, como pelo número de fiéis que ao longo desse tempo tem movimentado multidões. Atualmente, cerca de um milhão de pessoas visita o Bom Jesus. Em 1822, D. João VI coloca o Santuário e respetiva Confraria debaixo da Sua proteção, conferindo-lhe o título de Real. No ano de 1929, foi declarada instituição de utilidade pública e em 2015, o Papa Francisco eleva a Igreja do Bom Jesus à categoria de Basílica Menor. Em 2019, o Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga, foi inscrito na Lista do Património Mundial da UNESCO, como Paisagem Cultural, conseguindo alcançar um feito há muito sonhado por esta Confraria.

Atividade:Associação religiosa

Website:https://bomjesus.pt/

  • Confraria Bom Jesus do Monte

Galardões "A Nossa Terra"

nas redes sociais

Galardões Multimédia



Ent`Artes - Escola de Dança - Galardões XIX Edição - Edição XIX, 2016