Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

Fundada em 2004, a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva nasceu da união de vontades da Universidade do Minho e do Município de Braga, que em 1990, manifestaram o interesse junto do Ministério da Cultura de considerar o projecto Bibliopolis na cidade de Braga, tendo em vista a adesão à Rede Nacional de Leitura. Situada no centro histórico da cidade, foi concebida pelo Arqº Mário Abreu, de modo a preservar e a expor os vestígios arqueológicos da Bracara Augusta, encontrados no local. Entre os vários objectivos a que se propôs, tem como principal finalidade facilitar e incentivar o acesso da população à leitura de documentos, dando resposta às necessidades de informação, de formação e fruição cultural. Promove uma política de qualidade no atendimento ao público, impulsionando a fruição da criação literária, artística e científica. Entre os vários serviços que oferece, destaca-se o livre acesso a monografias expostas, publicações periódicas, jornais, revistas, DVD/CD e empréstimo domiciliário. Assegura também acções de formação a utilizadores, em diversas áreas do conhecimento, em especial nas áreas da leitura, escrita, tecnologias de informação e comunicação. Com um catálogo bibliográfico informatizado, poderão ser consultados 313.628 títulos de obras publicadas em Portugal, desde 1975. Possui cerca de 21.072 utentes inscritos. Em 2014, realizou um total de 73.074 empréstimos domiciliários e realizou 415 eventos culturais temáticos diversificados, para todas as faixas etárias.

Atividade:Biblioteca Municipal de Braga

Galardões "A Nossa Terra"

nas redes sociais

Galardões Multimédia



- António Guimarães Rodrigues (Galardão Ciências e Educação) - Edição VII, 2004