A gala de entrega contará com a actuação de diversos grupos bracarenses de diferentes áreas artísticas.

Participantes do sarau artístico-cultural da XIX edição:

Orquestra de Cordas Dedilhadas do Minho

A criação deste projeto “Orquestra de Cordas Dedilhadas do Minho”, com direção artística de Rui Gama, surge com base na ideia de associar instrumentos da mesma família dos cordofones (de cariz tradicional e popular), alguns dos quais têm raízes ancestrais e culturais sumamente acentuados e reconhecidos nesta região, caso da guitarra, da viola braguesa, do cavaquinho ou da guitarra portuguesa... O grande objetivo é poder reunir estudantes e profissionais desta área da música, visando por em prática e aprofundar a experiência artística e a riqueza cultural de cada um em particular e de todos em conjunto, em prol de um ideal maior que é a Música. Para este tipo de formação está, desde já, elencado um variadíssimo repertório com obras originais de vários compositores, adaptações e arranjos, que vão da música popular, passando pela ligeira, até à erudita. Finalmente, para por em execução este projeto com sede na cidade de Braga, foi celebrada uma parceria com a Universidade Católica Portuguesa que disponibilizou o apoio necessário que permitiu a sua efetivação. Além dos concertos e espetáculos levados a cabo, para o futuro, fica a vontade de mostrar este projeto em diferentes locais do país.



Liane

Liane, natural de Braga e com apenas 24 anos, conta já um interessante percurso no mundo da música e cerca de dez anos de estudo dedicado ao canto e à voz. Instrumentista, aprendeu a tocar viola e piano, começou também a compor e escrever algumas das canções que agora integram este trabalho, um projeto iniciado em 2014 e apresentado ao público no ano seguinte. Com “Colibri” a artista procura projetar e consolidar todo um percurso retratado neste seu primeiro álbum de originais, cujas temáticas variam entre a introspeção pessoal e a sátira/crítica social e cuja inspiração, mais do que o país, é o mundo… Aliás, é esta a atitude com que Liane adota uma sonoridade muito característica que varia entre o pop, o rock alternativo e o acústico, não deixando também de recriar e homenagear aquele que é o som típico de todos estes géneros musicais. As letras e composições de Liane revelam um ressurgir da música portuguesa, uma viagem pela natureza lírica e musical que envergam e pela garra com que são interpretadas pela cantora, compositora e letrista portuguesa e bracarense. Na sua terra natal e com um público muito particular, esta é uma oportunidade para descobrir “Colibri”.

Associação Escola de Jazz de Braga

A EJB – Associação Escola de Jazz de Braga, criada em janeiro de 2016, é uma associação de caráter cultural e pedagógica, sem fins lucrativos e que tem como principal objetivo promover a animação musical, cultural e a formação do jazz em Portugal e no estrangeiro. Para a prossecução do fim mencionado, procura sensibilizar a opinião pública acerca do jazz; promover a pesquisa, divulgação e formação didática da música Jazz e estilos relacionados; promover o ensino da música a criação de escolas de música; levar a cabo uma atividade regular nos domínios da programação musical e da formação artística, no âmbito do ensino formal e não formal, bem como realizar e divulgar espetáculos musicais ou outros de caráter cultural, como concertos, festivais de música e outras performances. A EJB procura ainda promover, realizar e divulgar atividades culturais afins, tais como conferências, colóquios, concursos, congressos, cursos intensivos, debates, escolas de verão ou páscoa, festivais, oficinas, residências artísticas, seminários, workshops… e representar e auxiliar o grupo de Jazz. A Escola de Jazz de Braga conta neste momento com 20 alunos inscritos, nos mais variados instrumentos e nas várias ofertas pedagógicas existentes.

Ent’Artes – Escola de Dança

A Ent’Artes – Escola de Dança nasceu tendo por objetivo a prestação de serviços na área da dança e música, nomeadamente a docência, a promoção de workshops/masterclass, bem como a realização de performances artísticas na área do espetáculo. No que se refere à dança, trabalha essencialmente com o método da Royal Academy of Dance, apresentando anualmente os seus alunos a exames. A escola trabalha com frequência com outros professores, que dão apoio não só no ballet clássico, mas também na área do contemporâneo, jazz e flamenco. Enquanto escola, incentiva os alunos a participarem em atividades dentro e fora do país, sendo inúmeras as presenças em festivais e concursos de dança, galas e masterclass. A Ent´Artes – Escola de Dança e os seus alunos têm sido selecionados para diversos eventos, a nível nacional e internacional, não só a nível europeu, como mundial. Com regularidade, organiza vários workshops de dança, com professores convidados, nomeadamente de ballet, flamenco, contemporâneo, jazz e maquilhagem profissional. Conta com várias distinções, entre elas Bolsas (2012) e “Commendations” (2013) nos cursos ministrados pela Royal Academy of Dance. Em 2015, a Ent´Artes e a aluna Diana Faria foram ainda homenageadas pela C.M. de Braga pelo trabalho e dedicação.

Grupo Folclórico de Santa Maria de Aveleda

O Grupo Folclórico de Santa Maria de Aveleda teve a sua origem nas rusgas que se realizavam para o S. João de Braga. No ano de 1963, a Rusga de Aveleda teve um êxito assinalável e, logo nesse mesmo ano, apareceu pela primeira vez organizado em grupo folclórico no dia 22 de setembro, na Romaria de Nossa Senhora do Parto, que se realiza na capela do Encontro na nossa terra. Envergando os trajes de Encosta, Vale D’Este, Capotilha (Braga) e Ribeira, tem sido um digno representante da região do Baixo Minho e Cávado e, em particular, das gentes de Aveleda. Tem atuado de norte a sul do país, em todo o tipo de festivais, festas e romarias e além-fronteiras (Espanha, França e Alemanha), levando a etnografia e tradições populares das nossas gentes a outras comunidades. Tem 3 cassetes, um single e um CD editados, que ajudam a divulgar o trabalho levado a cabo ao longo de 53 anos. Em Aveleda, realiza anualmente o Festival de Folclore do Vale d’Este, no primeiro sábado de Agosto. É membro da Federação do Folclore Português. Há mais de meio século a levar e mostrar Aveleda!

Escola de Música Mozart

A Escola de Música Mozart é uma instituição privada direcionada para o ensino da música, instalada em Braga, desde 1978. Leciona vários estilos musicais, do erudito à música tradicional portuguesa, passando pelo pop, rock e jazz, apoiada nas mais recentes metodologias e tecnologias. Os cursos são direcionados para todas as faixas etárias, havendo a possibilidade das aulas serem individuais ou em grupo. A Escola de Música Mozart adopta os mais recentes sistemas de educação musical desenvolvidos por instituições internacionalmente reconhecidas (Yamaha Music Foundation, Rockschool e ABRSM). Como Yamaha Music School salientam-se os cursos de iniciação musical, exclusivos e inovadores (onde a ferramenta de trabalho é o teclado electrónico), para crianças em idade pré-escolar (Junior Music Course) e 1.º ciclo (Junior Step Fundamental Course). Pela diversidade da sua formação e instrumentos lecionados, a Escola de Música Mozart é uma excelente opção para quem quer aprender a arte de bem tocar.

Galardões "A Nossa Terra"

nas redes sociais

Galardões Multimédia



- O Feliz Metalomecânica (Galardão Empresa Sector Industrial) - Edição XI, 2008