Polícia de Segurança Pública

Foi a 30 de Maio de 1877 que a Junta Geral do Distrito aprovou a criação do Corpo de Polícia Civil da Cidade de Braga, data que ainda hoje é assinalada com a comemoração do Dia do Comando. O primeiro comissário seria nomeado dois meses depois e em Outubro começaria a funcionar o Corpo de Polícia. Com a implantação da República aprovou-se o novo regulamento da Polícia Cívica de Braga que tinha vários ramos como a Polícia de Viação e Trânsito, de Investigação, de Segurança e de Secretaria. Em 1927 a Polícia Cívica passou a designar-se por Polícia de Segurança Pública e abriram-se novos postos policiais. Em Braga, inaugurou-se a segunda esquadra em 1960, sediada no edifício do antigo Hospital Militar, mas dez anos depois, o Estado avançou com a reorganização das duas principais forças de Segurança, a G.N.R. e a P.S.P., o que levou à substituição dos comandantes distritais e chefes de serviço por militares. Actualmente, a P.S.P. de Braga continua sediada no mesmo edifício onde foi criada há 134 anos, o Palácio dos Falcões, dispõe de uma Divisão Policial Operacional que abrange cinco esquadras (1ª e 2ª esquadras, Esquadra de Investigação Criminal, de Trânsito e de Intervenção e Fiscalização Policial). Nos últimos anos tem desenvolvido diversas actividades que já levaram a uma diminuição significativa da criminalidade.

Galardões "A Nossa Terra"

nas redes sociais

Galardões Multimédia



- Colégio D. Diogo de Sousa (Galardão Entidade Área Ensino) e Carlos Alberto Pereira (Director do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian) - Edição XIII, 2010